sexta-feira, 13 de agosto de 2010

crónicas

Tu sabes que tens tempo para ouvir
Tu sabes que tens gostos para sentir
Tu sabes que podes como o tempo fluir
Tu sabes que sabes que estou a dormir

O tempo passa e não sei que dizer
A vida passa e não quero morrer
Se ficarmos sós sem tempo p'ra viver
Podemos até nunca responder

Se queres ouvir o relógio dar horas
Se queres tirar o prazer da vitória
Só tens que deixar o tempo morrer
E ver como passa sem tempo a perder

|marcelo barbosa

Sem comentários:

Enviar um comentário